ColunaNews

MENU

Notícias / Cidades

Barbosa Ferraz: Socorro a paciente com câncer vira motivo de ataque à gestão da saúde

Neste ano, 2024, ocorrem as eleições municipais e pelo jeito o vale tudo já começou

Publicidade
Barbosa Ferraz: Socorro a paciente com câncer vira motivo de ataque à gestão da saúde
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A ação de socorro autorizada pela Secretaria de Saúde de Barbosa Ferraz nesta semana acabou gerando indignação em pessoas ligadas a um paciente em tratamento de câncer, que reside na região central da cidade e luta pela vida.  

Uma mensagem de whatsapp, propagada em grupo, questionou a decisão da secretaria de enviar uma profissional de saúde do Hospital Municipal para atender o paciente que, autoimune, necessitava de atendimento urgente. Não havia uma UTI móvel disponível no município e outra forma de remoção poderia agravar o quadro clínico do paciente, que está debilitado. 

Na mensagem de whatsapp ficou claro a intenção de se criar um desgaste político para a administração do prefeito Miliossi e da vice Lucinete, mas os propagadores, ligados a um grupo de oposição, sem dizer do que se tratava o socorro, omitiram a informação de que o paciente luta contra um câncer e precisava do atendimento urgente. As UBSs estavam todas fechadas naquele momento, já passava das 18 horas, e o deslocamento de uma ambulância poderia comprometer outros atendimentos.

Com a mensagem viralizada e a exposição, ainda que de forma indireta, a manobra pareceu desumana e teve potencial de causar dano emocional no paciente que está lutando pela vida. 

Vale destacar que muitos atendimentos como este acontecem, principalmente durante o período em que as UBSs estão abertas, mas em casos de emergência gravíssima, que necessitem de remoção para outros centros médicos, a secretaria de saúde recorre até mesmo ao Helicóptero do resgate aéreo do Samu, o que é situação comum vista pela população quando a aeronave sobrevoa a cidade.

Procurados, o prefeito Miliossi e o secretário Leandro não quiseram comentar o caso. 

Abaixo o print que parece ser de um servidor contrário a gestão da saúde e que ao final pede sigilo da fonte. 

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )